PLANTANDO SOLIDARIEDADE

Vocalista da banda paulista cult “Samuca e a Selva”, de música independente Samuel Sholl Schlönbach, ou simplesmente Samuca encontra-se em Guaratinguetá, sua cidade natal, desde 18 de março, numa chácara da família onde desenvolveu nesse período uma horta orgânica por hobby e prazer que já rendeu várias “safras” verduras e legumes desde abril. Uma horta onde também acabou brotando a solidariedade: Samuca organizou na última semana a rifa de uma generosa cesta de seus produtos, “Me sentindo grato pela abundância com que a terra nos têm dado de comer, nos últimos meses estive refletindo sobre uma forma de colocar à serviço da sociedade já que as pessoas têm fome e pressa”, comentou e concluiu “A chegada dessa pandemia é devastadora e eu acredito que podemos fazer mais para manter nossa gente em situação de vulnerabilidade viva”. E a rifa rendeu, principalmente, uma corrente solidaria, além dos quatro mil reais que foram usados na compra de outros produtos de pequenos produtores e distribuídos em comunidades carentes de São Paulo como Brasilândia. A banda, que como a maioria dos grupos encontra sem agenda por conta da pandemia, recebeu indicação no 28º Prêmio da Música Brasileira como melhor grupo na categoria canção popular e elogios de Ito San, colecionador e pesquisador da música, uma das maiores autoridades em World Music no Japão.

Samuel, vocalista da Samuca e a Selva
Guilherme Castoldi/Divulgação
Envie sua mensagem!

Deixe seu recado abaixo pra gente! ;)