A Baró Galeria, em São Paulo, inaugura a coletiva “A noite não adormecerá jamais nos olhos nossos”, com obras de Aline Motta, Bruna Amaro, Carolina Ricca Lee, Gabriela Monteiro, Heloisa Hariadne, Igi Ayedun, Juliana Santos, Lidia Lisboa, Luiza de Alexandre, Lyz Parayzo, Mariana Rodrigues, Micaela Cyrino, Monica Ventura, Rebeca Ramos, Renata Felinto, Sheila Ayo, Val Souza e Yaminah Garcia, sob curadoria de Carollina Lauriano. A exposição reúne um conjunto de pinturas, fotografias, assemblages, site-specific, performances e instalações – algumas inéditas, pensadas para a mostra -, e deriva da convocatória nacional proposta pelo coletivo de mulheres artistas Trovoa. O trabalho surge da necessidade de apresentar e discutir a pluralidade de linguagens, mídias e pesquisas que estão sendo produzidas por mulheres racializadas pelo país, ao mesmo tempo que procura descentralizar os discursos e criar uma rede de mulheres artistas, ampliando assim os circuitos de arte.

Para compor a coletiva a ser exposta na Baró Galeria, artistas mulheres de diversas gerações estão participando de um processo imersivo de 4 semanas, no qual abrirão e discutirão suas produções, a fim de fomentar vivências, fortalecer discursos, entender os processos criativos e expandir o ecossistema das artes visuais.

“A noite não adormecerá jamais nos olhos nossos” também é composta por obras produzidas fora do processo imersivo mencionado acima. Aline Motta exibe a fotografia “Pontes sobre Abismos #3”, em que “(…) a artista niteroiense recorre a uma série de estratégias com o intuito de montar uma possível genealogia familiar. Relatos de história oral, alguma documentação, arquivos familiares e exames de DNA recriam laços afro-atlânticos de parentesco, numa rota invertida do tráfico negreiro: da cidade de Vassouras, no Rio de Janeiro, em direção a Serra Leoa, na África”, comenta Hélio Menezes, em “Histórias Afro-Atlânticas”. A curadoria ainda destaca as temáticas abordadas por cada artista, as quais passam por espiritualidade e processos de cura, memória e identidade, deslocamentos, lutas e violências institucionalizadas.

Como parte da mostra, haverá o ciclo de debates intitulado “O que acontece depois de chegarmos aqui?”, uma reflexão não somente sobre a presença de artistas racializados no campo da arte, mas também acerca da diversidade de suas produções e das investigações artísticas que atravessam seus trabalhos.

SERVIÇO

Exposição: “A noite não adormecerá jamais nos olhos nossos”

Artistas: Aline Motta, Bruna Amaro, Carolina Ricca Lee, Gabriela Monteiro, Heloisa Hariadne, Igi Ayedun,

Juliana Santos, Lidia Lisboa, Luiza de Alexandre, Lyz Parayzo, Mariana Rodrigues, Micaela Cyrino,

Monica Ventura, Rebeca Ramos, Renata Felinto, Sheila Ayo, Val Souza e Yaminah Garcia

Curadoria: Carollina Lauriano

Abertura: 1 de junho de 2019, sábado, as 14 às 19h

Período: 3 de junho a 20 de julho de 2019*

Local: Baró Galeria – www.barogaleria.com

Endereço: Rua da Consolação, 3417 – Cerqueira César – São Paulo/SP

Horários: Terça a sexta-feira, das 10 às 19h | Sábado, das 11 às 19h

Envie sua mensagem!

Deixe seu recado abaixo pra gente! ;)