Com atuação em São Paulo, São José dos Campos e Taubaté, a experiente arquiteta Patrícia Penna é uma das atrações da 28ª Mostra Artefacto, que abrirá para o público a partir de 16 de março com o tema Cinco Sentidos. Em sua nona participação na mostra, que acontece na Artefacto Haddock Lobo, na capital paulista, a profissional aguçará a visão, o olfato, a audição e o tato com uma decoração, sobretudo, essencialista. “Ano passado, nosso ambiente fez muito sucesso com um estilo mais clássico inspirado no cinema de Fellini. Desta vez, apostamos numa atmosfera mais contemporânea, traduzindo a conexão entre o moderno e o orgânico. Nosso loft faz um resgate à essência do ser humano e a busca por aconchego”, comenta Patrícia. No mercado há mais de 20 anos, a arquiteta Patrícia Penna é destaque de mostra de decorações no Brasil e no exterior. Com a equipe multidisciplinar que faz parte do escritório Patrícia Penna Arquitetura & Design, cria projetos arquitetônicos residenciais, corporativos e institucionais, além de projetos de design de interiores.

Para honrar a temática da mostra, a profissional tira partido da produção artesanal que permeia os sentidos, como o tato. Além das texturas, estimula a visão com as brincadeiras de volumes e a alternância entre claro e escuro. Uma parede sinuosa se destaca, quebrando o padrão de retas que costuma definir o ambiente urbano.

Divididos em living, sala de jantar e suíte, os 120 m² revelam várias referências orientais, trazendo, sobretudo, uma decoração atemporal e essencialista, que destaca o tema da mostra, “5 Senses”. “Nos últimos dois anos atendemos a propostas de estilo mais clássico, uma vez sob o tema da moda, em homenagem ao estilista Sandro Barros, e outra inspirada no cinema de Fellini. Desta vez, apostamos numa atmosfera mais contemporânea, traduzindo a conexão entre o moderno e o orgânico. Nosso loft faz um resgate à essência do ser humano e a busca por aconchego”, afirma Patrícia.

A arquiteta tirou partido da produção artesanal que permeia os sentidos: linho, madeira, camurça e couro são apenas alguns dos materiais que incitam a visão e o tato. No living, os móveis intercalam-se em volumes distintos. A mesa de centro é componível, formada por módulos que se sobrepõem, enquanto uma poltrona de balanço envolve quem senta com assento e encosto de estilo ripado. Ao fundo, em destaque, estantes modulares de design leve emolduram o cenário sensorial, abrigando plantas e acessórios.

O design oriental também ajudou a trazer elegância e vida para o loft. Dessa cultura, Patrícia aproveitou a valorização do necessário, sem exageros, estimulando os sentidos de maneira precisa e equilibrada. O acolhimento que faz do espaço um deleite também está nos tons que se aproximam do areia e verde, pincelados em obras de arte e objetos. “Mais uma vez participo da Mostra Artefacto, criando um espaço que eu adoraria frequentar e me gratifica tanto como usuária quanto como arquiteta”, finaliza.

Envie sua mensagem!

Deixe seu recado abaixo pra gente! ;)