O Museu de Arte Sacra de São Paulo e a Economia Criativa do Estado de São Paulo, comemoram o aniversário da cidade de São Paulo inaugurando duas mostras simultaneamente. Em seu espaço, exibe “O Sagrado na Arte Moderna Brasileira”, com obras de diversos artistas brasileiros, sob curadoria de Fábio Magalhães e Maria Inês Lopes Coutinho. A mostra expõe cerca de 100 obras – entre esculturas, desenhos, gravuras e pinturas – que formam um conjunto expressivo de artistas cujas produções abordam poéticas que aludem à fé e à religião, algumas de modo claro e explícito, outras, por meio de metáforas. Peças expostas podem ser divididas entre os artistas modernos – Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Victor Brecheret, Ismael Nery, Cândido Portinari, entre outros -, os populares, entre eles José Antonio da Silva, Agostinho Batista de Freitas, Antonio Poteiro; e artistas contemporâneos, como Alex Flemming, Nelson Leirner e Oskar Metsavaht. Inspirado no andamento musical lento adagio – a que faz referência tanto pelo tempo necessário para que o material utilizado (aço) se corroa e adquira a estética desejada, como pelo ritmo de produção das peças -, o artista visual paulistano Allann Seabra, com curadoria de Bianca Boeckel, apresenta esculturas e site specific em aço corten, os quais abordam questões de uma memória afetiva, da infância e do tempo.

Exposição: “O Sagrado na Arte Moderna Brasileira”

Anita Malfatti,
“A Ressurreição de Lázaro” (1928)

Artistas: Agostinho Batista de Freitas, Alberto Guignard, Aldo Bonadei, Alex Flemming, Alfredo Volpi, Anita Malfatti, Antonio Poteiro, Arcângelo Ianelli, Cândido Portinari, Carlos Araújo, Clóvis Graciano, Cristina Barroso, Eric Marcier, Fé Córdula, Fúlvio Pennacchi, Galileu Emendabili, Glauco Rodrigues, Ismael Nery, José Antonio da Silva, Karin Lambrecht, Marcos Giannotti, Mestre Expedito (Expedito Antonio dos Santos), Mick Carniceli, Miriam Inês da Silva, Nelson Leirner, Nilda Neves, Oskar Metsavaht, Paulo Pasta, Raimundo de Oliveira, Raphael Galvez, Rosângela Dorazio, Samson Flexor, Sérgio Ferro, Siron Franco, Tarsila do Amaral, Vicente do Rego Monteiro, Victor Brecheret e Willys de Castro

Curadoria: Fábio Magalhães e Maria Inês Lopes Coutinho

Abertura: 25 de janeiro de 2019, sexta-feira, às 11h

Período: 26 de janeiro a 31 de março de 2019

Local: Museu de Arte Sacra de São Paulo – www.museuartesacra.org.br

Endereço: Avenida Tiradentes, 676 – Luz, São Paulo (ao lado da estação Tiradentes do Metrô)

O Sagrado na Arte Moderna

Exposição: “Adagio”

“Adagio”, Allann Seabra

Artista: Allann Seabra

Curadoria: Bianca Boeckel

Abertura: 25 de janeiro de 2019, sexta-feira, às 11 horas

Período: 26 de janeiro a 23 de março de 2019

Local: Sala MAS/Metrô Tiradentes – www.museuartesacra.org.br

Estação Tiradentes do Metrô – São Paulo – SP

Envie sua mensagem!

Deixe seu recado abaixo pra gente! ;)