Em comemoração aos 70 anos de suas ações em Turismo Social, o Sesc São Paulo encomendou a artistas de diversas vertentes uma série de cartões-postais, os quais, em conjunto, ilustram diferentes regiões e bairros da capital, assim como cidades do Estado. Para visualizar os trabalhos concebidos, basta acessar o endereço paisagenspostais.sescsp.org.br, no qual os visitantes poderão explorar as 30 coleções desenvolvidas – ao todo, estão disponíveis para visualização mais de 200 itens criados a partir de diferentes técnicas artísticas, como desenho, ilustração, aquarela.

Relação de coleções de cartões-postais e artistas convidados:

Grande São Paulo

Av. Paulista e região
A designer e ilustradora espanhola Ángela León foi convidada pelo Sesc para retratar a Avenida Paulista a partir de cenas oníricas e imaginadas, mesclando ficção e realidade. Em seus desenhos e por diferentes ângulos é possível vislumbrar uma Paulista fantástica, histórica, idealizada e lúdica.

Bom Retiro e região
Ilustrados por João Galera, os postais desta coleção revelam os processos de construção e transformação de seus territórios e das manifestações representativas da memória de seus habitantes e passantes do Bom Retiro.

Sé e região central de São Paulo
Série de cartões-postais do bairro da Sé e seu entorno criados por Fabrizio Lenzi, arquiteto e ilustrador do estúdio vapor 324. Uma composição emblemática em que os edifícios não são representados apenas com uma fachada única, mas, sim, em conjunto com outros elementos que compõem a atmosfera da região central da cidade.

Consolação e região
O ilustrador e arquiteto Kei Isogai propõe uma releitura da cidade a partir do desenho, observando não apenas edifícios e monumentos, mas, também pessoas, animais, árvores e o movimento impresso nas diferentes formas de ocupação do espaço urbano.

Bela Vista e região
Ilustrados pela artista Karine Guerra, estes postais retratam a Bela Vista, revelam os processos de construção e transformação de seus territórios e das manifestações representativas da memória de seus habitantes.

Interlagos
Produzida pelo ilustrador e designer gráfico Karmo, a coleção apresenta um pouco da sociobiodiversidade presente no extremo sul da cidade, região de muitas identidades culturais, arquiteturas históricas e riquezas naturais.

Ipiranga
A coleção ilustrada por Veridiana Scarpelli revela os processos de construção e transformação desse território e das manifestações representativas da memória de seus habitantes e de quem circula cotidianamente pela região.

Itaquera e região leste
Os cartões-postais da Zona Leste Paulistana, onde está localizado o Sesc Itaquera, foram criados pela artista plástica, ilustradora e quadrinista Mariana Waechter. A série apresenta locais emblemáticos desta região, onde tudo é superlativo, com suas constantes transformações urbanas, econômicas e culturais.

Osasco
A artista gráfica argentina residente no Brasil Eva Uviedo retratou Osasco por meio de suas delicadas aquarelas, dedicando um olhar poético para pontos conhecidos da cidade e destacando a presença de refúgios verdes nos espaços urbanos, ainda que no dia a dia eles pareçam invisíveis na paisagem.

Pinheiros e região
Ilustrados pela artista Adriana Komura, os postais de Pinheiros são testemunha de um bairro em franca transformação, em que símbolos do passado convivem com tendências do presente e revelam as tensões entre o que escolhemos preservar e o que optamos por modificar.

Santana e região norte
A coleção, ilustrada por Julio Cesar de Souza (Julio Bento), apresenta memórias e pontos icônicos da zona norte de São Paulo.

Santo André
Criados pelo ilustrador Lauro Monteiro, os postais de Santo André revelam os processos de construção e transformação de seus territórios e das manifestações representativas da memória de seus moradores.

São Caetano
Ilustrados por Edson Ikê, lugares de referência icônica da cidade de São Caetano, por seu valor histórico e afetivo, ganham vida e enaltecem a diversidade local através dos traços e paleta de cores singulares do artista.

Vila Mariana e região
Ilustrados pela desenhista Juliana Russo, os postais desta coleção captam paisagens, lugares e caminhos inusitados e labirínticos do bairro da Vila Mariana.

Interior e Litoral

Araraquara
A artista visual Aline Paes ilustrou postais que trazem um pouco das histórias da cidade e das memórias de seus habitantes, além de representarem a força e a importância da coletividade.

Bauru
A partir de um concurso promovido por Sesc e Unesp, a arquiteta e urbanista Maria Helena Carvalho Rigitano ilustrou algumas das memórias arquitetônicas de Bauru que contam as camadas de histórias e as transformações da cidade.

Birigui
Ilustrados pelo urban sketcher Eduardo Bajzeck, estes postais revelam os processos de construção e transformação dos territórios de Bauru e das manifestações representativas da memória de seus habitantes.

Campinas
Na Campinas retratada pelo artista plástico Thiago Bortolozzo, aquarelas entre desenhos dos prédios e aguadas nos convidam a refletir sobre diversas camadas históricas que constituem as cidades em seu constante processo de apagamento e construção.

Catanduva
Ilustrados pelo artista plástico Luis Caludio Morgilli, os postais revelam os processos de construção e transformação de seus territórios e das manifestações representativas da memória dos habitantes de Catanduva.

Jundiaí
Os postais ilustrados pelo quadrinista e artista plástico Ede Galileu utilizam o vinho como tinta e revelam os patrimônios históricos e naturais de Jundiaí, um território marcado pela presença de índios, negros e imigrantes que construíram a história da cidade.

Piracicaba
Os postais de Piracicaba são de autoria da artista Renata Amalfi e revelam parte da riqueza histórica e cultural da cidade, presente na memória e no coração de sua gente.

Presidente Prudente
O ilustrador Nivaldo Gonçalves elabora na coleção de cartões-postais da cidade de Presidente Prudente os processos de construção e transformação de seus territórios e das manifestações representativas da memória de seus habitantes.

Registro
Ilustrada pelo aquarelista Savio Jeronimo Soares, a coleção de Registro revela os processos de construção e transformação de seus territórios e das manifestações representativas da memória de seus habitantes.

Ribeirão Preto
Ilustrados pelo artista visual André Costa, os postais de Ribeirão Preto relacionam memórias e histórias, constituindo uma narrativa diante da marcante identidade cultural da cidade e de seu povo.

São José do Rio Preto
O grafiteiro Edson Ramos retrata localidades de Rio Preto, que, apesar de sua tradição, estão em constante mudança. Com contornos e cores fortes, suas ilustrações ressignificam espaços urbanos que representam os mais diversos contextos sociais e culturais da cidade.

Santos
Os cartões-postais de Santos foram ilustrados por Paulo Von Poser, um artista que tem a cidade como temas de sua arte e suas aulas de desenho. Von Poser já foi convidado para a restauração do teto do Teatro Guarany, em Santos.

São Carlos
Através de um percurso familiar por São Carlos, a arquiteta e artista visual Cris Kimi procura registrar entre riscos e aguadas de aquarela perspectivas cotidianas que escapam ao olhar já construído da cidade.

São José dos Campos
A coleção de São José é ilustrada por Sonya Mello, pintora primitivista e cronista, cujo trabalho é um convite à observação de locais de relevância cultural e histórica que propiciam espaços de convívio e lazer aos moradores e visitantes.

Sorocaba
Nesta série, o artista visual Federico de Aquino apresenta paisagens comuns aos pedestres de Sorocaba: construções antigas e contemporâneas convivem, porém, muitas vezes, passam despercebidas dado o ritmo da vida urbana atual da cidade.

Taubaté
Ilustrados pelo urban sketcher Felipe Rezende (Ifi), os cartões-postais de Taubaté revelam os processos de construção e transformação de seus territórios e das manifestações representativas da memória dos habitantes da cidade.


Envie sua mensagem!

Deixe seu recado abaixo pra gente! ;)